top of page

Guia definitivo para expatriados no Panamá 2024 por JSF & Asociados

Atualizado: 2 de abr.

Se você deseja se mudar para o Panamá, nossa controladora JSF & Asociados preparou um guia completo para resumir tudo o que você precisa saber em um só lugar.





O Panamá está localizado na América Central e se destaca pela sua rica cultura e biodiversidade. É conhecido, entre outras coisas, pelo Canal do Panamá, uma das maiores obras de engenharia do mundo. Possui também belas praias, florestas tropicais e uma grande variedade de atividades turísticas. O clima quente e a gentileza do seu povo são outros atrativos deste país.


É um país com uma grande diversidade de paisagens e culturas. Por um lado, possui uma zona de transição para a América do Sul, considerada uma região muito distante do resto do mundo. Por outro lado, a sua área industrial ao redor do Canal do Panamá é repleta de atividade e movimento. Além disso, você pode encontrar belas praias caribenhas em Bocas del Toro e pequenas cidades montanhosas como Santa Fé e Boquete, que são muito populares entre a comunidade estrangeira que ali vive.


A posição geográfica do Panamá situa-se na América Central, especificamente no istmo que leva o seu nome, entre o Golfo de Darién, que pertence ao Mar do Caribe, e o Golfo do Panamá, do lado do Oceano Pacífico. Ao norte, faz fronteira com a Costa Rica e ao sul faz fronteira com a Colômbia.


O Panamá é um país com uma área de 29.081 milhas quadradas (75.320 km2) e sua capital é a Cidade do Panamá. Algumas de suas principais cidades incluem San Miguelito, Juan Diaz, David e Chiriquí, e sua população é de aproximadamente 4 milhões de pessoas. Existem cerca de 4,39% de estrangeiros no país e a língua oficial é o espanhol. A maioria da população panamenha é composta por 70% de mestiços, 20% de indígenas e 10% de brancos. Os povos indígenas têm suas próprias línguas tradicionais, como Ngabe, Kuna ou Embera. No entanto, em algumas áreas, também é falado um híbrido entre Ngabe, espanhol e inglês, chamado crioulo panamenho-inglês. Além do espanhol, muitos panamenhos também falam inglês e outras línguas como chinês, árabe e francês-crioulo, demonstrando sua diversidade cultural e interesse em aprender novos idiomas.


Estima-se que no Panamá exista uma população entre 20.000 e 30.000 cidadãos americanos e aproximadamente 8.000 canadenses. Muitos deles se mudam para o país por diversos motivos, como realizar pesquisas, trabalhar remotamente, fazer investimentos ou desfrutar de uma aposentadoria confortável com baixo custo de vida. Este guia fornecerá os passos necessários para se mudar para o Panamá e também lhe dará uma ideia de como é a vida dos expatriados neste país da América Central.


A presença do Canal do Panamá faz com que este país desempenhe um papel fundamental no comércio e no trânsito marítimo. Além disso, a sua localização numa região com grande biodiversidade torna-o num local atrativo para a investigação científica, bem como para atividades turísticas como observação de aves, snorkeling e mergulho.


É possível que um indivíduo de nacionalidade americana ou canadense se mude para o Panamá?

Quem tem nacionalidade dos Estados Unidos ou Canadá pode viajar para o país centro-americano desde que cumpra os requisitos de imigração e cumpra os trâmites exigidos para a obtenção do visto.


O que é necessário para mudar para o Panamá?

Indivíduos de nacionalidade norte-americana e canadense não precisam obter visto para entrar no país como turistas.


O que é necessário para se qualificar para entrar no Panamá?

Para poder viajar ao Panamá você precisará de um passaporte válido do seu país de origem com pelo menos três meses de validade. Você também deve verificar se possui pelo menos US$ 500 disponíveis para suas despesas no país, o que pode ser comprovado por meio de extratos bancários, cartões de crédito, declarações fiscais ou cheques visados. Como turista, você pode permanecer no Panamá por 30 dias e existe a possibilidade de solicitar prorrogação por até 90 dias adicionais. No entanto, de acordo com a lei panamenha, você deve deixar o país após a sua estadia e permanecer fora por 72 horas antes de retornar como turista por mais 30 ou 90 dias. Por outro lado, se você obtiver uma autorização de trabalho no Panamá, ela geralmente tem duração inicial de 12 meses e pode ser renovada enquanto você permanecer empregado.

A maioria dos estrangeiros que se mudam para o Panamá optam por entrar no país como turistas porque é um processo simples. Contudo, nestas condições, não podem trabalhar para empregadores panamenhos. Se precisar trabalhar no Panamá, será necessário procurar emprego em uma empresa que tenha permissão para contratar imigrantes e solicitar autorização de trabalho com a ajuda de um advogado de imigração panamenho. Você pode entrar em contato com nosso escritório de advocacia especializado em processos de imigração no Panamá, JSF & Asociados, para consultas personalizadas.


Quais são os passos para obter um visto e poder mudar para o Panamá?

Se você estiver interessado em obter uma autorização de trabalho ou visto permanente para morar no Panamá, é necessário procurar um advogado de imigração autorizado pelas leis do país. Podemos orientá-lo para que você receba o atendimento de um de nossos advogados especializados neste tipo de procedimento.


É possível obter visto de nômade digital no Panamá?

O visto de nômade digital é uma opção que permite que pessoas de outros países entrem em um país e continuem trabalhando para seus empregadores de qualquer lugar. No Panamá, esse visto é oferecido para quem deseja permanecer por um curto período.


O visto original tem duração de 9 meses e pode ser prorrogado uma vez, permitindo que a pessoa permaneça no país por um total de 18 meses. Para obtê-lo é necessário entrar em contato com um advogado especializado em questões de imigração no Panamá. Você pode agendar uma consulta com um de nossos advogados especialistas AQUI


É possível estabelecer residência permanente no Panamá?

Se um cidadão dos Estados Unidos ou Canadá desejar obter um visto de residência permanente no Panamá, deverá pertencer a uma das seguintes categorias:


Aposentado: Aposentados que ganham pelo menos US$ 500 por mês podem se qualificar para o status de residência permanente. Se você for morar com seu cônjuge, deverá ganhar pelo menos US$ 600 por mês entre vocês. Você será solicitado a fornecer extratos bancários e comprovantes de pagamentos contínuos da agência governamental ou empresa que paga sua pensão, como uma carta autenticada.


Investidores em Reflorestamento – Pessoas que investem pelo menos US$ 100.000,00 em um programa de reflorestamento aprovado no Panamá podem obter status de residência permanente para si, seus cônjuges e filhos. No âmbito deste programa, recebem um visto por cinco anos e podem tornar-se cidadãos no final desse período. Aqueles que investem pelo menos US$ 80.000,00 podem se qualificar para a cidadania em um ano.


Aposentados Aposentados: Os aposentados que obtiverem um certificado de depósito a prazo fixo (CDT) de um banco panamenho (Caja de Ahorros ou Banco Nacional de Panamá) com um depósito grande o suficiente para gerar pelo menos US$ 850,00 em juros podem se qualificar para um período de cinco anos visto de residência renovável. Normalmente, o valor nominal do CDT deve ser em média de pelo menos US$ 2.000.000,00, dependendo da taxa de juros no momento da colocação para que juros suficientes sejam acumulados.


Proprietários de empresas: carregam um mínimo de US$ 160.000. Quem optar por esta categoria deverá demonstrar as tendências dos fundos na banca panamenha e fazer um investimento em ativos da empresa, obterá um visto de 2 anos e depois residência permanente.


O governo panamiano está a promover activamente a transferência de estrangeiros reformados para o país, especialmente os provenientes da Europa e da América do Norte. Caso tenha interesse em conhecer os requisitos para obtenção do “visto de pensionista”, entre em contato conosco AQUI.


Ao obter o visto para o programa Panamá Pensionado, você terá acesso a um dos melhores programas do gênero na América Latina. Oferece uma ampla variedade de benefícios, como descontos em serviços públicos, assistência médica, viagens aéreas e eventos culturais. Os aposentados com esse visto também ficam isentos do pagamento de impostos na importação de produtos para o país, o que é conveniente para quem deseja trazer um carro novo.


Este programa permitiu a chegada de numerosos aposentados dos Estados Unidos, Canadá, Espanha, Portugal e outros países ao Panamá nos últimos anos.


Quanto seria o orçamento aproximado necessário para se mudar para o Panamá?

Para viajar ao Panamá, o preço que você terá que pagar para voar ou dirigir dependerá de onde você inicia sua viagem. Se decidir viajar de avião, é aconselhável evitar a alta temporada turística entre janeiro e março para conseguir melhores preços nas passagens. Caso opte por dirigir, deve-se considerar os custos com gasolina, alimentação e hospedagem para cada noite da viagem. Também é importante ter em conta as taxas que devem ser pagas nas diferentes fronteiras.


As empresas de mudanças internacionais costumam cobrar pelo envio do contêiner, o que inclui os custos correspondentes à fiscalização e trâmites aduaneiros. Por conta disso, o custo total pode ser muito alto, chegando a vários milhares de dólares.


Ao chegar ao país, é importante levar em consideração o gasto de hospedagem em hotel ou pousada enquanto você procura um lugar para morar. Você também deve considerar outros custos iniciais, como atualizar seu plano de telefone celular e obter uma conexão de internet de alta velocidade, se planeja trabalhar remotamente.






0 visualização0 comentário

Comentarios


bottom of page